Educação Ambiental é tema de capacitação de professores municipais

O Instituto Agronelli de Desenvolvimento Social (IADES) foi convidado pela Secretária Municipal de Educação de Uberaba (SEMED) para participar da capacitação de professores da rede municipal, com a temática “Trabalhando a Sustentabilidade na Escola”. O momento foi realizado na Casa do Educador, na quinta-feira 08/02.

Os professores participantes são orientadores dos grupos de liderança - equipes formadas por alunos, que assumem o papel de líderes de empreendedorismo, gremistas e agentes do meio ambiente - presentes nas 30 unidades de ensino fundamental. O momento de formação foi voltado para falar da importância em disseminar a Educação Ambiental nas escolas.

A Chefe do Departamento de Projetos Especiais da SEMED, Gleicemar Barcelos, falou sobre o objetivo da atividade. “Nós esperamos que o Instituto possa colaborar com nós, na formação dos professores orientadores, com as metodologias do Instituto Agronelli. Através disso estes profissionais serão subsidiados, para falar do meio ambiente, em sala de aula”, destaca.

A atividade com os educadores foi ministrada pela técnica de desenvolvimento de projetos do Instituto Agronelli de Desenvolvimento Social (IADES), Marizélia Gomes Costa. Ela apresentou os projetos desenvolvidos pelo Instituto nas quatro linhas de atuação, sendo elas: “Educação e Cidadania”, “Infância e Adolescência”, “Conservação Ambiental” e “Prestação de Serviço”.

Em seguida oportunizou para que os professores de diferentes escolas e disciplinas falassem das vivências nas respectivas instituições e da expectativa para palestra. Diante dos profissionais de áreas diversas, Marizélia enfatizou que pensar no meio ambiente é um assunto para todos: “A Educação Ambiental está em todos os lugares. Não em apenas uma disciplina”.

Entendendo sobre o assunto

Durante a formação os educadores foram impactados com imagens, que mostraram a princípio a degradação do meio ambiente, posteriormente, sendo apresentados a lugares onde há preservação da natureza. Eles puderam entender melhor a atuação de uma cooperativa e a importância da coleta seletiva.

A separação do lixo úmido e seco também foi um assunto abordado. Os 26 participantes foram conscientizados da importância de diferenciar “lixo” e “resíduo”, do ato de higienizar os materiais recicláveis antes de leva-los aos postos de coleta e da possibilidade do processo compostagem do solo com lixo orgânico.

O projeto “Gincana Verde” desenvolvido nas escolas desde 2008 foi destacado, mostrando a importância de vivenciar os 3R’s (Reduzir, Reutilizar e Reciclar). Os profissionais da educação foram convidados a adoção de práticas socialmente responsáveis em casa, no trabalho e na sociedade.

O ponto alto do encontro foi a dinâmica proposta aos professores. Divididos em grupos, eles foram desafiados a montar um quebra-cabeça de palavras, no qual deveriam formar uma frase que apontasse o conceito de Desenvolvimento Sustentável ou Sustentabilidade.

Palavra de Mestre

A coordenadora do projeto “Grupos de Liderança”, Mara Mariano, comemorou o sucesso da tarde de formação: “Foi um laboratório de ideias. As formações têm que ter esse caráter de trazer novas ideias e sugestões para o dia-a-dia dos professores, lá na escola”, ressalta. Mara disse que a parceria com o Instituto Agronelli vai trazer propostas de ações práticas dentro das instituições de ensino.

Esta é a expectativa da professora Priscila Rodrigues Rogério Amorim, que ministra a disciplina Ciências, na Escola Municipal Rural Celina Soares de Paiva. “Eu vejo que o momento de hoje tem a possiblidade de concretizar muitas teorias, assim aperfeiçoando as práticas que desenvolvemos nas salas de aula. O fruto da formação, é nossa expectativa para prática real, diante do que nos foi apresentado”, evidencia.

Quem também demonstrou entusiasmo com a parceria foi o professor de história, Anderson Sotero Bin, da Escola Municipal José Roberto Guimarães, localizada no bairro Pacaembu. “Essa formação agrega muito para nós, por que traz novas ideias e uma visão moderna de preservação ambiental. Os momentos em que estamos juntos, congregando novas ideias trazem novas reflexões que alavancam novos projetos”, destaca.

A tarde foi encerrada com o anúncio da doação de 130 tambores – viabilizados pelo Instituto Agronelli de Desenvolvimento Social em articulação com empresa da iniciativa privada - tendo como propósito implementar a coleta seletiva nas escolas municipais urbanas e rurais.