Instituto Agronelli é selecionado pelo segundo ano consecutivo no Edital da Água Mosaic

O Projeto “Recuperar e monitorar nascentes para aumentar a vazão do rio Uberaba” foi selecionado, pelo segundo ano consecutivo no Edital da Água Mosaic 2022. O objetivo do projeto é mapear e monitorar nascentes e aplicar ações de recuperação com intuito de aumentar a vazão para os córregos Borá e Borazinho que são afluentes do Rio Uberaba que abastece o município. O projeto prevê ainda o plantio de 500 mudas de reflorestamento, realização de atividades de educação ambiental com alunos das escolas públicas que visitarão o projeto, além de, um dia de campo com produtores rurais inseridos no leito que percorre os córregos Borá e Borazinho, a fim de trabalhar as técnicas aplicadas para conservação dos recursos hídricos da região. As ações serão realizadas em uma área cedida em comodato ao Instituto Agronelli de Desenvolvimento Social que fica dentro da Fazenda São Francisco, inserida na microbacia do ribeirão Saudade, na APA do rio Uberaba. A iniciativa será beneficiada com R$ 45.000,00.

Segundo a coordenadora do projeto, Marizélia Costa, a proposta proporcionará dar continuidade nas atividades desenvolvidas e implementar ações envolvendo a Educação Ambiental à alunos e produtores rurais.

O Projeto será desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, através do Programa de Ciência e Tecnologia Ambiental e do Departamento de Engenharia Ambiental, que realizará o mapeamento das nascentes e o monitoramento da água subterrânea e superficial, com a ajuda dos seus docentes e discentes.

O “Edital da Água'' conta com o apoio técnico do Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social - IDIS, organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), que realiza a gestão dos 15 projetos selecionados, fundada em 1999 com a missão de inspirar, apoiar e ampliar o investimento social privado e seu impacto.

Instituto Agronelli recebe Estação Hidrológica de doação da Funepu e MPMG

O Instituto Agronelli recebeu neste mês de junho, da Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba - FUNEPU, o equipamento estação hidrológica (medidor de nível e chuva) que contribuirá com o projeto de recuperação de nascentes que visa aumentar a vazão de água para o Rio Uberaba.

A Estação Hidrológica possibilitará avaliar a vazão no córrego Borá. Na seca, avaliará a contribuição das águas subterrâneas e a eficiência dos bolsões na recarga do aquífero. No período das cheias, avaliará as vazões de pico e suas consequências na bacia hidrográfica, essa atividade complementa as ações do Projeto Recuperar nascentes para aumento de vazão do córrego Borá e Borazinho, que são afluentes do Rio Uberaba.

O equipamento foi financiado pelo Núcleo Interinstitucional de Estudos e Ações Ambientais do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba – NIEA com apoio da Coordenadoria Regional das Promotorias de Justiça do Meio Ambiente das Bacias dos Rios Paranaíba e Baixo Rio Grande, através do Promotor de Justiça, Dr. Carlos Alberto Valera.

Os nossos cordeais agradecimentos ao Promotor de Justiça, Dr. Carlos Alberto Valera e toda equipe da FUNEPU, por acreditar e contribuir com o nosso trabalho.

Monitoramento dos Córregos Borá e Borazinho

No mês de abril as atividades do monitoramento dos córregos Borá e Borazinho continuaram com sucesso, estamos iniciando o período de seca que será fundamental para as pesquisas e análises do objetivo do Projeto, que é aumentar a vazão dos córregos borá e borazinho para aumento da vazão do Rio Uberaba.

Em nossa região, sofremos com desabastecimento no período de seca e o Projeto Recuperação de Nascentes contribuirá amenizando essa situação para a comunidade de Uberaba.

Assim, como não fazemos nada sozinho, é um momento de sensibilizar a todos para que contribuam com ações em prol do meio ambiente.

Os nossos cordeais agradecimentos ao Instituto Mosaic por colaborar com o nosso projeto.

Instituto Agronelli recebe doação da Funepu e MPMG para medir o PH e qualidade da água.

O Instituto Agronelli recebeu neste mês de abril, da Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba - FUNEPU, o equipamento medidor de PH de águas residuais que contribuirá com o projeto de recuperação de nascentes que visa aumentar a vazão de água para o Rio Uberaba.

O medido possibilitará o monitoramento das nascentes identificadas na região, caracterizando se há excesso de matéria orgânica como: acidez ou algum processo de degradação acontecendo nas nascentes.

O equipamento foi financiado pelo Núcleo Interinstitucional de Estudos e Ações Ambientais do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba – NIEA com apoio da Coordenadoria Regional das Promotorias de Justiça do Meio Ambiente das Bacias dos Rios Paranaíba e Baixo Rio Grande, através do Promotor de Justiça, Dr. Carlos Alberto Valera.

Os nossos cordeais agradecimentos ao Promotor de Justiça, Dr. Carlos Alberto Valera e toda equipe da FUNEPU, por colaborar com o nosso projeto.

Projeto "Educação: Uma Conexão Saudável!" visa minimizar impactos do COVID-19

Na manhã desta quarta-feira (30/03) foi lançado o projeto “Educação: uma conexão saudável!” financiado pela renúncia fiscal do conglomerado Itaú e executado pelo Instituto Agronelli, através do Fundo da Infância e Adolescência de Uberaba-FUMDICAU.

O evento aconteceu no Núcleo de Socialização Infanto Juvenil “Zoé Naves Botelho Alves” no bairro Residencial 2000 com a presença de representantes do Grupo Agronelli e Secretaria de Desenvolvimento Social-SEDS.

O projeto tem o objetivo de minimizar os impactos negativos durante a pandemia COVID19 como dificuldade do acesso à educação, escassez da alimentação básica e o aumento da incidência de violência doméstica.

A proposta vai atender durante 12 meses 50 crianças/adolescentes e suas famílias com cesta básica e um celular com acesso à internet para dar apoio aos estudos das crianças e adolescentes participantes. As famílias foram indicadas pelos oito CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) de Uberaba. Nesse período decorrente do projeto, essas famílias serão monitoradas por profissional contratado exclusivamente para o projeto.

Uma das mães beneficiadas, Ana Lúcia Duarte, relata “ficamos muito felizes porque não temos condições de pagar um celular para nosso filho. Essa ajuda chegou em boa hora! Estamos contentes demais pois ele vai poder estudar muito.” E complementa “agradecemos demais ao Instituto Agronelli e ao Itaú Social pela ajuda”.

Os cookies nos permitem fornecer funcionalidades como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Eles melhoram a usabilidade e o desempenho por meio de vários recursos, como reconhecimento de idioma, resultados de pesquisa e, assim, melhoram o que oferecemos a você. Nosso site utiliza de cookies de terceiros, por exemplo, Youtube e Google, e eles geram publicidades mais relevantes para você. Ao clicar nos botões você pode aceitar os cookies que utilizamos no nosso site que são os de armazenagem de seus dados preenchidos. Porém se quiser saber mais sobre os cookies que usamos, acesse nosso